5 Dicas para otimizar o estudo de Matemática

Em 24.10.2017   Arquivado em Mundo Mãe

magali na cozinha

Combinar material lúdico com métodos de estudo específicos para a área de exatas facilita o entendimento da matéria

O aprendizado da matemática no Ensino Fundamental tem avançado nos últimos anos, porém permanece num nível mais baixo do que o considerado adequado, segundo o Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica). Uma das razões para isso é o uso de métodos de estudo que não condizem com as necessidades particulares que a matéria exige do estudante. Diferentemente das disciplinas da área de humanas, o estudo dos números e das fórmulas deve ocorrer de forma mais prática para garantir a assimilação do conteúdo.

Além disso, o próprio material didático utilizado para o estudo é um fator que deve ser analisado. Pensando nisso, a Ensina Mais Turma da Mônica criou programas educacionais com o objetivo de trazer um diferencial para o mercado escolar por meio de materiais com estrutura lúdica de narrativa, envolvendo todos os personagens e histórias selecionadas da Turma da Mônica.

O diretor da Ensina Mais Turma da Mônica, Camilo Carvalho, explica que o uso de material adequado combinado com algumas táticas de estudo potencializa o desenvolvimento das habilidades essenciais da criança, e elimina a problemática com matérias vistas como mais complexas. Confira algumas dicas do especialista para melhorar o aprendizado da matemática:

1.       Treine interpretação

É importante lembrar que muitas vezes a dificuldade do estudante está na leitura do enunciado. “Ele deve manter-se muito atento e tentar escrever as equações, ou separar as informações, conforme a leitura do enunciado”, recomenda o diretor.

2.       Estudar fazendo exercícios

O estudo prático pode ser realizado através da resolução de exercícios, por exemplo, eles dão mais confiança aos alunos e ajudam no aprimoramento de seu raciocínio lógico.

3.       Foque no básico

Muitas questões matemáticas mais complexas englobam outros conceitos e habilidades operacionais mais simples. Sendo assim, às vezes, a raiz do problema está na assimilação de operações básicas que estão afetando o processo de desenvolvimento do estudante. “Por isso, tenha paciência e somente dê continuidade à matéria quando já tiver dominado o assunto anterior, dessa forma, é menos provável que cometa erros mais básicos”, explica.

4.        Mantenha-se concentrado

Quantas vezes não cometemos pequenos erros por questão de distração? Acontece que na matemática mesmo pequenos erros de distração podem alterar o resultado final do exercício, portanto, é preciso manter-se atento e checar os processos após terminar um exercício.

5.        Tire suas dúvidas

Parece óbvio, mas muitos estudantes deixam de lado suas dúvidas e acabam criando gaps no seu conhecimento e impedindo o seu avanço em novas funções da matéria. “Sendo assim, é de extrema importância que o aluno converse com um professor e esclareça suas dúvidas, mesmo as que ele considera as mais simples”, conclui Caravalho.

Para mais informações, acesse o site http://www.ensinamais.com.br/.

Beijos! 

Comentários

comentário