Lúdico aliado ao esporte: combinação que traz resultados

Em 20.07.2018   Arquivado em Filhos

 

ALUNO LKFCVocê sabia que é a partir dos 2 anos que as crianças começam, de fato, a formar as primeiras frases curtas e a construir perguntas simples? Os pais logo percebem isso e começam a estimular os pequenos a se expressarem em necessidades básicas do tipo pedir para beber água, ir ao banheiro e por aí vai. Mas, você sabia ainda que esse desenvolvimento da linguagem se estende até os 5 anos? É nesse momento que a criança se expressará de uma forma ainda mais direta e clara, e muito mais intensa. Por isso, aproveitar essa fase para inserir novos vocabulários e uma segunda língua, como o inglês, é considerado muito favorável!

E que tal então dar uma pitada mais interessante no aprendizado para que os pequenos absorvam muito mais palavras e expressões? Bom, para isso você pode incluir um esporte, mas para ter ainda mais sucesso, ele precisa ter algo diferente, mais lúdico e que realmente atraia a atenção da criança. Com essa proposta, a Little Kickers, une o ensino de idiomas através do futebol como ferramenta de ensino para a evolução dos pequenos, desenvolvendo aptidões sociais como compartilhar, trabalho em equipe, determinação e auto estima, assim como coordenação motora e agilidade.

Aliado ao esporte, ensinar o inglês será natural e aprendido de um jeito muito mais rápido e eficaz, já que a quantidade de palavras aprendidas na fase considerada primeira infância é surpreendente:

  • 1 a 2 anos: as crianças aprendem, em média, cerca de 10 ou mais palavras por dia, sendo que dependendo do estimulo que ela tenha, uma palavra nova é aprendida a cada 90 minutos;

  • 2 a 3 anos: com o vocabulário já bem maior, as crianças tendem a aprender mais ou menos 300 palavras nessa faixa etária. Outro detalhe importante é o início do uso de verbos e dos pronomes “eu” e “você”;

  • 3 a 4 anos: são mais de 600 palavras no vocabulário infantil. Eles já conseguem falar no plural, transmitir seus sentimentos e falam frases completas de até 6 palavras;

  • 4 a 5 anos: a criança já conta histórias completas, seja com a ajuda de figuras ou até mesmo com a sua memória. Vale dizer também que os pequenos falam bastante nessa faixa, e muitas palavras são ditas diariamente e aprendidas também;

  • 5 a 7 anos: fase que será de grande importância para o aprendizado concreto da língua, em que a criança escreve e se comunica bastante, já tendo um domínio sobre tudo o que aprende.

crianças do lkfc

O lúdico eleva a criança e a faz entender ainda mais um outro idioma

Quem aí duvida que a fantasia desenvolve na criança a criatividade e abre espaço para que o pequeno entenda muito mais de como o mundo funciona? E potencializar isso com a inserção da prática de um esporte com um novo idioma é, com certeza, algo que não se pode deixar passar – principalmente na questão do desenvolvimento intelectual do pequeno.

Muito mais do que isso, o papel de inclusão social entra como o ponto chave de todo esse trabalho. Afinal, com a interação que o pequeno terá, ele entende que a aceitação do próximo depende muito mais de suas habilidades do que de quem ele é ou de onde veio. Não há limites para a inclusão dentro de um esporte, a prática é realmente de grande valor, até porque os primeiros anos da educação infantil serão primordiais para formar um cidadão ético e aberto a todas as possibilidades e interatividades com a comunidade em um todo.

crianças brincando com ludico no esporte

Sobre a Little Kickers

A rede surgiu em 2002 na Inglaterra e logo se espalhou por outros países que viram o potencial da franquia e sua metodologia. O sistema de ensino conta com mais de 350 palavras trabalhadas no programa, com foco principal no lado lúdico do ensino, com a metodologia própria play not push™, que foi desenvolvida por especialistas da universidade de Cambridge e da Federação Inglesa de Futebol.

No Brasil, a franquia chegou em 2014, por meio dos sócios Everson e Michele Pergher, um casal que viveu alguns anos na Austrália e teve o seu primeiro contato por lá. Atualmente, são mais de 4.000 crianças matriculadas em suas sedes, condomínios, clubes e escolas entre as 28 áreas de franquia no país (unidades em SP (São Caetano, Santos, Mooca, Vila Olímpia, Tucuruvi, Barra Funda, Guarulhos), DF (Brasília), PR (Curitiba), RS (Canoas, Caxias do Sul, Novo Hamburgo, Porto Alegre), SC (Itajaí, Palhoça, Florianópolis), Interior SP (Araraquara, São Carlos, São José dos Campos). Em 2018, a rede foi eleita pelo Guia de Franquias da Pequenas Empresas & Grandes Negócios como uma das 25 melhores franquias do setor de Sáude e Bem Estar.

Legal, né? Poderiam abrir aqui em Manaus para eu colocar o Pedrinho! 

Comentários

comentário